Manuais e Procedimentos

Esta página foi feita para ajudá-lo em seus primeiros embarques. Aqui você pode consultar como solicitar o 1º booking, documentações necessárias para embarque, particularidades de cada porto, coleta e entrega de sua carga.

Confira os passos abaixo:

Booking

Booking

Coleta

O agendamento da coleta deve ser feito com no mínimo 48 horas antes de sua realização através do booking online nos campos 'data de coleta' e 'horário de coleta'.

A coleta só podera ser realizada em até 48 horas antes da chegada do navio. O agendamento de coleta feito em prazo inferior ao mencionado acima está passível à disponibilidade de transporte, não sendo a Mercosul Line responsável pela impossibilidade de realização da coleta.

A confirmação de booking é enviada somente após o agendamento da coleta no sistema.

Entrega

O cliente pode agendar a entrega a partir da saída do navio do porto de origem, com o limite de até 48h antes da previsão de atracação do navio no porto de destino.

O agendamento deve ser feito através de e-mail para o atendente responsável de Customer Service informando data, horário e identificação da carga.

Consulte os endereços para retirada de contêineres vazios e entrega de contêineres cheios aqui.

Documentação

Formulários Obrigatórios

  • GAE - Guia Auxiliar de Embarque Cliente Direto:
    Romaneio auxiliar para emissão do Conhecimento de Transporte (CT-e), contendo a identificação do booking e suas respectivas informações, como: Número do contêiner, lacre, chave da NF, entre outros.


    GAE - Guia Auxiliar de Embarque Cliente Direto:



    Download
  • GAE - Guia Auxiliar de Embarque Transportador:
    Romaneio auxiliar para emissão do Conhecimento de Transporte (CT-e), contendo a identificação do booking e suas respectivas informações, como: Número do contêiner, lacre, chave do CT-e do cliente e da NF, entre outros.

    GAE - Guia Auxiliar de Embarque Transportador:



    Download
  • MGDF (A Declaração de Carga Perigosa) Formulário preenchido pelo cliente após a aprovação com todas os detalhes de carga perigosa a ser embarcada no navio e em outros modais.

    Cargas perigosas - IMO

Instruções sobre o envio dos documentos e prazos

  • Para carga com modalidade PORTA na origem:
    No momento da emissão da NF-e no local de carregamento da mercadoria, o cliente deve entregar a NF(s) para o motorista juntamente com um romaneio próprio ou a GAE, e fazer o envio da documentação ao e-mail coletas@mercosul-line.com.br para emissão do CT-e Multimodal e autorização do início do transporte até o Porto de Embarque.

  • Para carga com modaliade PORTO na origem:
    Enviar para o e-mail de documentação do porto de origem até o deadline do navio, a GAE + NF(e) e ainda o CT-e se for cliente Transportador/OTM.

E-mails para envio de documentação com modalidade PORTO na origem:

Instruções sobre o xml da NF-e e/ou CT-e (cliente Transportador/OTM):

  1. 100% das NF-e / CT-e deverão ser recebidas pela Mercosul Line em formato xml, enviadas pelo Emissor ou pelo Tomador do Serviço para o e-mail: nfe@news.signainfo.com.br

  2. Os arquivos não pode estar zipados ou em outros formatos de EDI (como Notfis).

  3. Os prazos para envio do XML são:

    • Para carga com modalidade PORTA na origem:

      Após a emissão da nota fiscal e/ou finalização da estufagem, para emissão do CT-e Multimodal e liberação do veículo para início de viagem ao Porto de origem.

    • Para carga com modaliade PORTO na origem:

      Até o deadline do navio, para emissão do CT-e Aquaviário e autorização do embarque.

    Esta instrução é específica sobre o XML e não isenta o cliente de garantir o envio de outros documentos e/ou informações relativas ao embarque como GAE, VGM, etc. Caso haja falta e/ou erro de documentação fiscal ou desencontro de informações, eventuais penalidades da SEFAZ ou outros órgãos serão repassadas ao cliente (tomador do serviço), além de custos operacionais, como armazenagem e estadia de caminhão.

Condições Importantes

  • A Declaração de Carga Perigosa MDGF - Multimodal Dangerous Goods Form , deverá ser enviada por e-mail, juntamente com a do produto, FISPQ e Ficha de Emergência até o Dead Line específico de carga IMO apenas e de acordo com a regra do porto de origem;

  • Não aceitaremos substituição de Nota Fiscal após emissão do CT-e;

  • Nota fiscal omitida e/ou não entregue para emissão do CT-e está sujeita a penalidades rigorosas por parte da fiscalização, com lavratura de auto de infração, retenção e/ou apreensão das mercadorias e aplicações de multas. Desta forma, solicitamos bastante atenção no preenchimento daGAE ou envio de romaneio como protocolo de entrega de notas fiscais, para que possamos garantir a conferência das notas fiscais e evitar situações de extravios ou falta;

  • Parte nota - A SEFAZ não aceita uma nota fiscal cobrindo carregamento para dois ou mais contêineres, pois poderá entender que a nota fiscal está sendo reaproveitada e apreender a carga;

  • Local de coleta/entrega (somente serviços PORTA) - O embarcador e destinatário do nosso CT-e são espelhados dos campos emitente e destinatário da NF. No caso de coleta ou entrega em local diferente do constante na NF, está informação deve estar de acordo com as regras fiscais e constar nos dados adicionais da NF ou em carta de correção (CC-e) com o seguinte texto:

    'O trecho entre (nome do lugar onde coletamos a carga), (CNPJ - IE), localizada em (endereço, número, bairro, cidade/estado) até o (nome onde deixaremos a carga), (CNPJ - IE), localizada em (endereço, número, bairro, cidade/estado) está sob responsabilidade da Mercosul Line'

  • O peso da mercadoria deverá constar obrigatoriamente nos campos Peso Líquido e Peso Bruto da Nota Fiscal , em Kg, e não deve exceder o total permitido de peso para carregamento no contêiner (informado como Payload na porta do equipamento ).

  • A NCM é uma informação exigida pela da Sefaz e Receita Federal do Brasil nos manifestos de carga, portanto deve constar impreterivelmente na NF-e, no campo específico.

  • É importante que as informações do embarque como booking, contêiner e lacre sejam informadas no campo de observação da NF-e.